Ministério da Saúde inclui militares como grupo prioritário do PNI


Texto: Rafaela Dornbusch - MTB/SC 2630

Foto: Arquivo/ABERSSESC








O Ministério da Saúde atendeu uma solicitação das entidades que representam os policiais e bombeiros militares e membros das Forças Armadas e, recomenda a vacinação, bem como quantitativos de vacinas disponibilizadas para os estados e municípios para atender estes profissionais. Os trabalhadores que deverão ser vacinados prioritariamente serão àqueles envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes, os envolvidos em resgates e atendimentos pré-hospitalar, trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19, os envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independente da categoria.


Os demais trabalhadores da Segurança Pública e Forças Armadas deverão ser vacinados de acordo com o andamento da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19, segundo descrito no Plano Nacional de Imunização.


A ABERSSESC conversou com o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública de Santa Catarina e comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Charles Alexandre Vieira, que informou que ainda não há data definida para o início da vacinação desses profissionais, pois dependemos da entrega dos imunizantes pelo Ministério da Saúde.


Destaques
Últimas Notícias
Arquivo
Procurar por assunto
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga