ABERSSESC, em reunião, decidiu por não aceitar a proposta do Governo do Estado


Em uma reunião realizada no dia 21 de fevereiro, entre diretores, conselheiros, associados e praças da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, a ABERSSESC decidiu por não aceitar a proposta do Governo na forma como foi apresentada. Isso porque, após análise das contas, o ganho real mensal no final da reposição é na ordem de 11,76%.


Durante o encontro foi analisado além da reposição inflacionária, a adequação do novo sistema remuneratório da segurança.


Ficou definido por enviar proposta para a Secretária de Administração, solicitando 17% de ganho real no vencimento bruto, ficando a cargo do Governo a diferença da incidência da alíquota da nova proteção social previdenciária.


Esta reposição é referente ao período de 2016 a 2019, e concessão da reposição deverá ser aplicada até setembro se 2021.


Além disso, foi acordado na reunião:


- concordar com a integralização da IRESA;


- a manutenção dos direitos adquiridos - previsto nas leis federais e decreto governamental - não corroborando com a existência de dois sistemas remuneratórios;


- garantia de instalação de grupo de estudo ao plano de carreira das praças.


Todas essas propostas serão apresentadas na reunião da próxima segunda-feira, 2 de março, entre a ABERSSESC, representantes de mais sete associações de militares e Governo do Estado.

Destaques
Últimas Notícias
Arquivo
Procurar por assunto
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga