CCJ da Câmara dos Deputados aprova a manutenção da simetria dos militares estaduais e do Distrito Federal com os das Forças Armadas

1/2

 

 

A ABERSSESC, representada por seu presidente, subtenente Flavio Hamann, esteve por duas vezes em Brasília (fevereiro e abril) este ano para lutar pelo direito dos militares estaduais – policiais e bombeiros. Na oportunidade, participou de um encontro com outras entidades representativas dos militares estaduais e filiadas a ANERMB e pode também expor suas ideias e considerações.

 

Um primeiro passo já foi dado. Na última terça-feira (23), a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 06/2019 – que modifica o sistema de previdência social, estabelece regras de transição e disposições transitórias, e dá outras providências - teve sua admissibilidade aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados – 48 votos favoráveis e 18 votos contrários - que propicia a manutenção da simetria dos militares estaduais e do Distrito Federal com os militares das Forças Armadas.  

 

É uma luta constante e árdua. A ABERSSESC, frequentemente está em Brasília para que a Reforma da Previdência não seja aprovada do jeito que está e que não atinja os militares. “Esta foi só a primeira vitória. Não mediremos esforços para lutar pelos direitos já conquistados com tanto esmero”, avaliou Hamann.

 

ABERSSESC 85 anos: na defesa do social, dos direitos e representatividade de seus associados!

 

Fotos: Divulgação/ABERSSESC

 

 

 

 

Please reload

Destaques

Estudos sobre Plano de Carreira e QOA só serão retomados na PMSC após a aprovação da IRESA e da reposição salarial

22/01/2020

1/10
Please reload

Últimas Notícias