Presidente da ABERSSESC reúne-se com o novo comandante-geral da PMSC

1/3

 

O presidente da ABERSSESC, subtenente Flávio Hamann, reuniu-se, no final da tarde da última sexta-feira (09), com o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior.

 

Em pauta diversos assuntos de interesse da carreira dos praças, tais como: Plano de Carreira; Quadro de Oficiais Auxiliares (QOA); tempo de interstício entre as graduações e regulamento disciplinar.

 

“Gostaria de agradecer a presença da ABERSSESC aqui no Comando-Geral. Assumi o cargo de comandante-geral há pouco menos de um mês e gostaria de ouvir todas as associações de classe. Gostaria de ouvi-los e de me colocar sempre à disposição de vocês”, afirmou o coronel Araújo Gomes que concluiu: “Minha prioridade à frente da instituição será baixar os índices de criminalidade, mas também quero manter um bom diálogo com os oficiais e praças, bem como atender a todas as demandas que estiverem ao meu alcance”.

 

O subtenente Flávio Hamann levantou alguns questionamentos de interesse da carreira dos praças: interstício, QOA e Plano de Carreira. O comandante-geral afirmou que a quebra do interstício não pode ir de encontro à legislação. Ele disse que estudará o caso e que o mais breve possível tomará uma decisão.

 

Sobre o QOA, o coronel Araújo Gomes disse que é preciso uma ampla discussão, bem como um estudo mais aprofundado. “Não tenho uma posição final, mas acho que o quadro deveria ser aberto aos merecedores e em algumas funções específicas em que a PMSC precisa de um especialista”, concluiu. Hamann, por sua vez, defendeu a abertura do edital para que o Quadro exista também em Santa Catarina. “Gostaria de deixar claro que aqueles que forem de subtenentes a tenentes não irão, em hipótese alguma, prejudicar os oficiais de carreira, mais sim preencher uma lacuna de oficiais subalternos necessários ao bom andamento nas atividades administrativas. O que nós sabemos hoje é que há uma grande defasagem de Oficiais subalternos, e com isto,  os policiais militares oriundos do QOA irão ajudar neste sentido, fazendo com que os oficiais de carreira possam cumprir suas verdadeiras funções”, disse.

 

Sobre o Plano de Carreira dos Praças o comandante-geral demonstrou-se a favor e se comprometeu a estudar o referido plano que já tramita no Executivo.

 

Por fim, o coronel Araújo Gomes e o subtenente Hamann conversaram sobre o atual regulamento disciplinar. O comandante-geral disse ser a favor de extinguir a restrição de liberdade, mas manter uma forma rigorosa para aplicação de punições. O presidente da ABERSSESC concordou e disse que muitas punições, mesmo estando previstas no regulamento são até mesmo imorais para os dias de hoje, e deixou a ABERSSESC e sua assessoria jurídica a disposição para contribuir na elaboração do novo projeto. Hamann também esclareceu que está acompanhando este projeto a nível federal.

 

Para Hamann, a reunião foi muito positiva e produtiva. “O caminho é longo, mas pode ter um amplo diálogo com os comandantes-gerais tanto da PMSC quanto do Corpo de Bombeiros Militar é muito importante para nossa classe”, destacou.

 

 

Fotos: Rafaela Dornbusch

Please reload

Destaques

Conheça os contemplados para as cabanas durante a Temporada de Verão

10/11/2019

1/10
Please reload

Últimas Notícias