Presidentes de oito associações de policiais e bombeiros militares se reuniram para analisar o cenário político nas eleições municipais de 2016

1/4

 

 

Na tarde desta terça-feira, 26 de julho, o presidente da ABERSSESC, Subtenente RR Flávio Hamann, juntamente com os presidentes da Associação dos Oficiais Militares de Santa Catarina (ACORS), Coronel da RR, Sérgio Luis Sell; Associação Elói Mendes, Coronel RR Edson Carlos Ortiga; Associação Beneficente e Representativa dos Subtenentes e Sargentos Inativos da Polícia Militar de Santa Catarina (ALVORADA), Subtenente RR Sebastião Córdova; Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (APRASC), Subtenente Edson Garcia Fortuna; Associação de Cabos e Soldados da Polícia e Bombeiros Militares de Santa Catarina (ACSPBMSC), Cabo Moacir da Silva; Associação dos Subtenentes e Sargentos do Corpo de Bombeiros Militares (ASSBMSC), Subtenente Laécio Abel Régis; e Associação Barriga Verde dos Oficiais (ABVO), Coronel RR José Wolny de Souza reuniram-se para tratar do cenário político nas próximas eleições. Estavam presentes ainda o assessor de logística e parlamentar federal e parlamentar estadual da ACORS, Coronéis Abelardo Camilo Bridi e Celso Dorian de Oliveira, respectivamente; e o vice-presidente da Regional da Grande Florianópolis da APRASC, Cabo Rodrigo de Souza.

 

O encontro aconteceu da sede da ACORS e teve como objetivo discutir a representatividade política dos militares no pleito municipal deste ano. Na abertura dos trabalhos o presidente da ACORS, Coronel Sell afirmou que, mesmo estando na reserva ele pensa como instituição e que todas as associações reunidas têm objetivos em comum e que devem neste momento pensar como militares e não como oficiais ou praças.

 

O presidente da ABERSSESC, Subtenente Flávio Hamann, por sua vez, afirmou que as associações precisam trabalhar com os associados para que votem em militares, independente de partido ou de graduação, pois para ele, militar precisa ter visão política. Além disso, Hamann afirmou ser a favor de apoiar a todos os candidatos, pois um vereador eleito pode lutar por melhorias institucionais junto ao comandante daquele município. “É preciso cativar os eleitores”, finalizou.

 

O Coronel Ortiga, da Associação Elói Mendes, acompanhado pelo Subtenente Córdova, afirmou é preciso criar uma cultura e tradição de discutir polícia ou de se fazer política nos quartéis para que possa haver esta representatividade e unir forças para ter um cenário político favorável.

 

Os representantes da APRASC, Subtenente Edson Garcia Fortuna e Cabo Rodrigo de Souza veem com bons olhos esta união entre as associações e afirmaram que irão trabalhar com seus associados no sentido de apoiar os candidatos nas eleições municipais deste ano.

 

Para o cabo Moacir da Silva, da Associação dos Subtenentes e Sargentos do Corpo de Bombeiros Militares, não há condições de apoiar todos os candidatos nessas eleições. “Devemos escolher entre os pré candidatos alguns para apoiar, que foi assentido pelo presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos do Corpo de Bombeiros Militares, Subtenente Abel Régis: “precisamos fazer um levantamento de quem são os candidatos e os que tiverem as melhores propostas devem receber nossas considerações”, afirmou.

 

O Coronel José Wolny de Souza, da ABVO, ser importante entender como funciona o processo eleitoral. “Precisamos montar estratégias para aí sim atingir nossos objetivos, que a união de todos os militares em prol do bem comum”.

 

Ao final do encontro ficou decidido pelos presentes as estratégias de divulgação dos candidatos nas associações, um levantamento de todos os policiais militares que sairão candidatos e a definição de palestras para se entender como se faz política. Nas considerações finais, o Coronel Sell agradeceu a presença de todos e afirmou que a união de todos fará a diferença nas eleições municipais deste ano.

 

Fotos: Rafaela Dornbusch

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Destaques

Projeto de Lei n.º 1.645 é aprovado pelo Senado Federal

05/12/2019

1/10
Please reload

Últimas Notícias