Secretário de Estado da Segurança e Comandantes-Gerais da PM e BM garantem que não há projeto que tr

Não existe qualquer projeto que está sendo encaminhado para a Assembleia Legislativa (Alesc), que trate sobre a perda do posto imediato passando para a reserva. A garantia foi dada pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Cesar Grubba, e pelos comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique Hemm, e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Onir Mocellin, no final da tarde desta quarta-feira (25) à diretoria executiva da ABERSSESC.


O presidente da ABERSSESC, subtenente Flavio Hamann; o vice-presidente e diretor de Esportes, sargento Cleber de Paulo irmão; e o diretor Social e Cultura, Edison Linhares Junior, estiveram reunidos com o secretário da Segurança e os comandantes-gerais, após a solenidade de formatura de promoção na PMSC.

Na oportunidade, Hamann, Cleber e Linhares cobraram uma posição sobre as informações de acabar com o posto imediato. “Os três foram veementes em informar de que não há nenhum projeto em relação a isso. O que o coronel Paulo Henrique disse é que o governador sempre fala em relação a requerida dos oficiais. Neste sentido, o comandante-geral tem informado ao governador que esta requerida vai se extinguir por si por conta dos tenentes coronéis antigos que estão completando o seu tempo”, disse a diretoria.


A ABERSSESC continua acompanhando a questão e sempre lutando na defesa e valorização dos subtenentes e sargentos, assim como, para preservar os direitos adquiridos da categoria. A diretoria executiva informa que está a disposição dos seus associados para esclarecer quaisquer dúvidas sobre este e outros assuntos.






Destaques
Últimas Notícias
Arquivo
Procurar por assunto
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga