ABERSSESC pede a deputados inclusão da IRESA nos subsídios

Numa última tentativa de sensibilizar os deputados para que retirassem da pauta a MP 202 ou que pelo menos incluíssem a IRESA nos subsídios, o presidente da ABERSSESC, subtenente Flavio Hamann, esteve na manhã dessa terça-feira (17) na Assembleia Legislativa, onde entregou ofício em mãos com a reivindicação. O vice-presidente e diretor de Esportes, sargento Cleber de Paulo Irmão, também participou da mobilização. Apesar dos pedidos e dos protestos da categoria presente, a Comissão de Constituição e Justiça analisou e aprovou as seis emendas à MP 202, que haviam apresentadas pelo governo no âmbito da Comissão de Finanças e Tributação e subscritas pelo deputado Silvio Dreveck (PP), visando promover adequações nos critérios para a concessão de indenizações e gratificações salariais às categorias. Na CCJ a MP foi convertida em projeto de lei. Antes, porém, atendendo a um acordo entre as lideranças partidárias com assento na Casa, as matérias também foram analisadas pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, onde a MP 202 recebeu mais uma emenda, que faculta aos comandantes gerais, mediante autorização da Secretaria de Estado de Segurança Pública, instituir escalas de trabalho alternativas à de 24 horas de trabalho por 48 horas de descanso, após um ano de vigência da medida. Na CCJ, as matérias foram aprovadas por maioria, com voto contrário da deputada Luciane Carminatti (PT). "Não é debate de salário, de carreira, mas de segurança pública, de proteção à vida e aos bens e é isso que nós estamos fazendo aqui. Se o governo tem necessidade de aumentar os efetivos civil e militar, precisa também discutir para onde está indo o dinheiro do Estado. Precisamos fazer opções e neste momento não estamos fazendo as que atendem ao interesse público, da sociedade”, declarou.

Destaques
Últimas Notícias
Arquivo
Procurar por assunto
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga