Buscar
  • Rafaela Dornbusch - MTB/SC - 2630

Nova reunião com o Governo do Estado deve definir a nova estrutura remuneratória


Na reunião entre a ABERSSESC e outras sete entidades que representam os militares estaduais com o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, na última sexta-feira (31), foi tratado ainda sobre a implementação dos novos descontos para pensão militar; as associações estão fazendo grande esforço para que não ocorra prejuízo financeiro aos militares da Reserva Remunerada. "Estamos lutando e buscando soluções para que, aqueles que já estão na reserva não sofram de maneira alguma, qualquer prejuízo", afirmou o subtenente Flavio Hamann, presidente da ABERSSESC.

No que trata sobre a IRESA, a proposta inicial prevê sua extinção já a partir de março deste ano.

Já sobre a nova estrutura remuneratória, ela deverá ser implementada a partir de março de 2020, com a extinção da IRESA, devendo ter sua implementação definitiva até janeiro de 2022 com nova tabela de subsídio, para que não haja prejuízo aos que rumarem para a reserva ao final do prazo previsto no Decreto n 419/2019.

Amanhã, terça-feira (4), nova reunião foi marcada, no qual deverá ser tratada o percentual e outros detalhes sobre o fim da IRESA e a implementação do novo subsídio.

"Amanhã teremos novas definições sobre a reposição salarial e outros benefícios aos militares do Estado", concluiu Hamann.


0 visualização