Buscar
  • aberssesc3

Nota de repúdio: agressão aos policiais militares de Jaraguá do Sul durante abordagem de trânsito


A ABERSSESC repudia e pede explicações ao Ministério Público, bem como as autoridades competentes quanto as agressões a dois policiais militares ocorridas no último sábado (14), em Jaraguá do Sul – Norte de Santa Catarina -, durante uma abordagem no trânsito.

Não podemos aceitar como estamos sendo tratados pelo Poder Judiciário, através das audiências de custódia, que escancaram o desrespeito e consideração por nós, agentes da segurança Pública; bem como a forma de como as audiências de custódia estão sendo feitas, no qual o marginal tem mais razão do que um agente da lei.

A vítima, um soldado da Polícia Militar de Santa Catarina, que em serviço e cumprindo suas obrigações de proteger os cidadãos de bem foi, de forma covarde, agredido e, mesmo caído e desacordado, ainda recebeu um chute na cabeça e teve sangramento no ouvido direito. São imagens revoltantes que estão circulando o mundo e acatadas pelo Judiciário.

A ABERSSESC repudia a criminalidade e a atitude do condutor do veículo que ao agredir uma autoridade policial, agride também a sociedade com sua atitude violenta e descabida. Altamente alterado e visivelmente embriagado o motorista deverá responder por suas agressões e a Associação exige uma atitude das autoridades competentes para que casos como este não aconteçam mais, mesmo que isoladamente.

Entenda o caso:

Testemunhas filmaram toda a ação. A imagem mostra o homem já no chão - aparentemente alterado - tentando se desvencilhar dos policiais (com alguns chutes e empurrões) para não ser algemado. O homem consegue afastar os policiais e acerta o braço em um deles.

A negociação continua e o homem por duas vezes parece que irá deixar o policial revistá-lo, virando parte do corpo contra a parede. Nas duas vezes, no entanto, ele desiste. Segundos depois, acerta o policial com um soco no rosto.

Imediatamente o PM que está junto na cena dá um tiro de bala de borracha na direção do homem, que desta vez chuta o policial que já estava caído no chão. O motorista só desiste das agressões depois que o outro PM que acompanhava a ação saca uma arma de fogo. O motorista foi algemado com a chegada de reforço policial.

O condutor foi preso em flagrante após a confusão. A ocorrência foi registrada como lesão corporal gravíssima dolosa, desobediência, resistência e embriaguez ao volante, além de direção perigosa de veículo em via pública e desacato. Ele pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado. A decisão assinada pelo juiz plantonista prevê ainda que o motorista compareça mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades. Além disso, não poderá sair da cidade sem autorização judicial.

Flavio Hamann

Presidente da ABERSSESC


0 visualização